domingo, 24 de janeiro de 2010

Dumbo chumbado no céu


de Rodrigo Arruda e Luiza Yabrudi


Azul, roxo, vermelho, violeta
Uso dedos para vê-los
Toco campainhas de óculos escuros
Britadeiras para perfumar os muros
O volume máximo dos seus negros cabelos
Prefiro mutá-los, para vê-los

Vou listrá-los de uma cor só
Para que frequentemente eu me dane em nós
Uma listra preta entranhada em outra
E uma bem escura contrapondo com uma negra
Confundindo o que é com o que é

Serei o piloto do avião de chumbo
Feito de azul, roxo, vermelho, violeta
Xingarei ao pé do Dumbo
Que decolará de orelhas em pé

Defecando no que é, e no que não é
Definitivamente preto-chumbo
Morre preto-estático o pobre Dumbo

No céu, achei que vi um disco voador
Em terra achei meus fósseis no passado

Só orelhas e outras cores.

5 comentários:

  1. boas imagens.
    A vida é feita de roxo, azul, vermelho e preto - chumbo.
    A avião de chumbo decola e o dumbo defeca.
    nem o disco voador é fato... sobraram as orelhas e as baratas pra contar história...

    viajei...

    ResponderExcluir
  2. Dumbo, cague em tudo que é merda.

    ResponderExcluir
  3. hahahahaha, dois genios juntos, é isso que dá...Dumbo anárquico, solto, louco!!!

    ResponderExcluir
  4. Luizza, seu blog é maravilhoso!
    Que escrita sensível e encantadora!

    Porque você não envia alguns dos seus textos pro Plástico Bolha?

    ResponderExcluir

Seguidores